quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Resenha "As Esganadas"

Sinopse:  Rio, 1938. Um perigoso assassino está a solta nas ruas. Seu alvo: mulheres jovens, bonitas e... gordas. Sua arma: irresistíveis doces portugueses. Com requintes de crueldade gastronômica, ele mata sem piedade suas vítimas, e depois expõe seus cadáveres acintosamente, escarnecendo das autoridades.
   Para investigar os crimes, o famigerado chefe de polícia Filinto Müller designa um delegado ranzinza, assessorado por um auxiliar obtuso e medroso, e que contará com a inestimável ajuda de um sofisticado e culto ex-inspetor. Na perseguição ao criminoso, os três policiais ganham a desejável companhia de uma jovem linda, destemida, viajada e moderna, que é repórter e fotógrafa da principal revista ilustrada do país.







    O livro trata da história de um serial killer que só mata gordinhas. Ao iniciar a leitura deste livro, achei que seria um suspense policial, mas me enganei. Na terceira página do livro já ficamos sabendo quem é o assassino e o motivo dos assassinatos. Isso me surpreendeu, afinal onde já se viu um livro sobre um serial killer sem suspense? Perdi parte do interesse pela leitura depois da revelação, mas li o livro até o final (não consigo deixar um livro pela metade). A leitura é até agradável e flui naturalmente, mas minha revolta com a revelação do assassino logo no início da trama me deixou com um pé atrás e acabei demorando para terminar a leitura. De suspense policial, o livro se tornou apenas um texto descritivo de como eram realizadas as matanças. Algumas partes são bem obscenas para um texto que não tem romance. Pois é, apesar de ser classificado como romance, não há nenhum livro. Existem algumas paqueras, mas não passa disso. Não achei o livro ruim, os trechos que descrevem as mortes são até bem interessantes (haja imaginação!), só me decepcionei mesmo com o fato de o assassino ser revelado tão no início do livro.


   "O corpo fora encontrado no chão liso da cozinha como se ela tivesse escorregado e batido a base do crânio na quina do forno, quando preparava um imenso Pudim Abade de Priscos. (...) Um espasmo sacudiu todo o seu corpo e a nódoa escura que se alargava na frente das suas calças revelava o fruto de um orgasmo incontrolável."



20 comentários:

  1. O.O ainda bem que eu não comprei esse livro, Jesus! Onde já se viu uma história sem suspense sobre um serial killer com todas essas obscenidades? Eu, hein! hahha

    Beijos, Milena.
    Livros na Cabeça

    ResponderExcluir
  2. Não curto Jô Soares, então provavelmente não vou gostar do livro!

    Beijos,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  3. Confesso que achei engraçadinho esse negocio de só matar gordinhas mas não sei se leria se o assassino já é descoberto logo no começo o.o Peculiar, hein? rsrs
    mas tudo bem ^:)
    opa!
    Tem concurso literário la,viu ?
    Um beijinho :)
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não fiquei muita afim de ler o livro, rs.
    Mas gostei de sua resenha.
    Beijos

    http://cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Tenho vontade de ler algum livro do Jô e esse é um deles. E que pena que você não tenha gostado tanto.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  6. Poxa...queria tanto ler uma obra do Jô, vejo sempre o programa dele e acho um cara super inteligente! Pena que desvende logo o assassino no começo, deve ser bem estranho mesmo,
    kkk
    Beijinhos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  7. Oie!!!
    poxa eu desiste desse livro por extamente o mesmo motivo que te decepcionou: o assassino ser revelado logo no incio. Foi a primeira coisa que um amigo falou quando leu ele srsr
    bjocass

    ResponderExcluir
  8. Opaaa!se vc ler blue bloods eu quero ver resenha, heeein ? ;D
    eu tb mimimimi -q
    Um beeeijo!
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ja teve uma época em que eu gostava de Jô... mas isso faz alguns anos... Não tenho curiosidade pra ler nada dele e fiquei meio que sem fala com a historia ja revelar o assassino no começo do livro rsrsrs
    Eu heim
    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  10. Oie...
    Isso é bem chato tira a emoção da estoria toda...
    Mais quem sabe um dia eu leia né?

    Obg pela visita lá no blog!
    tem resenha nova lá se vc quiser ir lá e deixar um coment...
    http://falleninme.blogspot.com
    Bjão

    ResponderExcluir
  11. Estranho mesmo, o assassino ser revelado logo no início. Dá impressão de que o livro trata-se da morte por morte, já que não há esse mistério. É de deixar qualquer um com o pé atrás mesmo, mas, se um dia eu ler uma página dele, irei até o fim, porque não consigo deixar pela metade também :X
    Até mais ;D

    ResponderExcluir
  12. Oi Priscila!
    Vala que chato o assassino ser descoberto logo de início! Que tipo de suspense é esse?
    Adorei a resenha!
    Beijos
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oie!

    Este é mais um dos tantos livros que constam em minha lista. Já tinha lido algumas críticas falando a respeito desse tal serial killer revelado logo no início, mas pensei que fosse apenas sugerido, que só te levasse a pensar que era ele e não que já fosse confirmado. Assustei agora o.O Apesar disso, meu interesse em ler este livro ainda se mantém.

    Bjins

    www.dicasoutravessuras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Pri que também não gosto de livros de suspense onde o assassino logo é descoberto. Se vc quer uma dica de leitura suspense leia O código D'VINCCI e Dan Brawn, vc vai gostar eu achei muito legal. Uma outra dica é A cabana, achei liiiinnnndoooo! Bom final de semana e estrelinhas.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Pri!
    Que pena que não gostou do livro e é uma pena que ele não seja tão bom. Tinha achado interessante um livro nacional sobre um serial killer que só mata gordinhas, já imaginava uma certa irreverência pelo autor ser o Jô, mas com sua resenha acabei vendo que não tem nada a ver com as expectativas que eu tinha.
    Ainda bem que não comprei, com certeza não iria gostar desse assassino não ser revelado só no final (fora as obscenidades). É uma pena que um livro com uma história tão curiosa, acabe não sendo assim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi garota cade vc? Tem resenhas novas e um super sorteio do blog Lih só faz arte, dá uma passadinha lá.bjos e um feriado cheio de alegrias pra vc. Estrelinhas.

    ResponderExcluir
  17. Oi Pri tem um meme pra vc no meu blog e também rem sorteio de natal. Bjos e estrelinhas.

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bom?
    Ótima resenha amei, o livro parecer se ótimo mesmo!

    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Mas a definição Romance não é para uma história com "amor" e sim uma narrativa longa com vários personagens, uma trama mais elaborada. Nós usamos a palavra romance para "casal - amor", mas na literatura não é assim.

    Em relação ao que você escreveu de fato... também li outra resenha que dizia que o assassina é revelado antes... achei meio broxante! Nem sei se tenho ânimo para ler...

    ResponderExcluir
  20. Assim que li a sinopse desse livro, lembrei da história do Jack Estripador e me perguntei se talvez o Jô Soares não tenha feito uma espécie de releitura ou simplesmente usou a história como inspiração. Nunca senti vontade de ler um livro do Jô e sinceramente, saber que o autor dos assassinatos é revelado no inicio do livro, só contribuiu com a minha falta de interesse. Adoro livros que envolvem o mistério e o mais interessante do tema é você ficar imaginando quem será o culpado dos crimes. Ter essa informação logo no inicio da leitura não me agrada nenhum pouco. Enfim, passaria a leitura.

    ResponderExcluir