quinta-feira, 8 de março de 2012

Resenha "Um Dia"

Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de penar um no outro.
   Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
   Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.
   Um dia é um fenômeno editorial no Reino Unido, sucesso absoluto de crítica e público, e teve o roteiro adaptado para o cinema pelo próprio autor, David Nicholls. O filme, dirigido pela cineasta dinamarquesa Lone Scherfig, que também dirigiu Educação, traz a atriz Anne Hathaway no papel de Emma Morley.



   A ideia do autor foi realmente criativa, cada capítulo fala do dia 15 de julho de um ano, indo de 1988 a 2007. É uma história bem realista, onde o príncipe encantado está mais para sapo (não gostei nem um pouco do Dexter). O livro conta com certo romantismo (da parte de Emma) e partes cômicas, a história é bem interessante, mas não conseguiu me conquistar. A cada novo capítulo eu sentia que faltava alguma coisa, como se tivessem sido puladas algumas páginas. Os fatos mudavam radicalmente de um capítulo para o outro, afinal 1 ano se passa, e o tempo todo eu sentia a necessidade de mais informações de como os personagens foram parar naquela situação. Sempre que eu engrenava na leitura o capítulo acabava e no próximo eu me via dentro de um cenário totalmente diferente, o autor conta por alto o que acontece nesse meio tempo, mas ainda assim eu sentia a necessidade de mais detalhes sobre o que havia acontecido. O que mais me decepcionou foi o final, eu gosto muito de contos de fada e do "felizes para sempre", e o modo como a história termina é bem diferente do que eu havia imaginado. Não digo que o livro não seja bom, afinal recebeu excelentes críticas, mas, definitivamente, não é um dos meus favoritos.


   "— Dexter, eu te amo muito. Muito, muito, e provavelmente sempre amarei. — Os lábios dela encostaram no rosto dele. — Só que eu não gosto mais de você. Sinto muito."

8 comentários:

  1. Eu já pensei um pouco ao contrário, o que mais gostei no Dexter é ele estar mais pra sapo do que pra principe kkkk E eu gostei da pegada realista do final, mas, entendo seu ponto de vista. Esperamos o livro inteiro que os dois tenham um "felizes para sempre" e bem, não é o que nos espera ao virar das páginas.
    Gostei bastante da resenha!

    Beijos
    @PollyanaCampos
    entrelivrosepersonagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu sinceramente não gostei deste livro. Não gostei do Dexter também!
    E eu também curto muito "Felizes para sempre"!rsrs
    E eu esperava que eles realmente tivessem um final feliz, mas não foi o que aconteceu.
    Amei a resenha!
    Parabéns pela resenha!
    Grande Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. O que eu posso dizer? Acredito que, embora sendo praticamente uma história do cotidiano, fiquei com vontade de ler o desenrolar desses fatos. Tenho certeza de que será uma leitura super válida, apesar de que ainda estou naquela fase sobrenatural. Mais pra frente eu me proponho a ler "Um dia".

    ResponderExcluir
  4. Caramba, é uma das poucas resenhas que li que não morre de elogios pelo livro. Eu quero muito ler, tenho ele aqui, mas ainda não tive tempo de pegá-lo, porém, gostei muito da sua sinceridade e a forma que expressou sua opinião ;) Afinal, gosto é gosto!

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Pri
    sabe que em certas partes eu nem me decepcionei com o final? tmb adoro aqueles finais meio "contos de fada", mas acho que esse foi um ótimo desfecho pro livro (credo, que mórbido eu falar isso rs)
    Acho que isso transmitiu uma emoção maior a leitura, sei lá, só sei que chorei muito ao ler. rs
    bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pri!
    Ainda não li Um Dia, mas como vc colocou vi mtas críticas positivas. Bem, não sou lá mto romântica. A princípio não me interessaria em lê-lo, mas se de repente tiver oportunidade, já vou prevenida por ter lido sua resenha! Gostei dela!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, adorei a resenha desse livro. Me chamou a atenção primeiramente pela capa, onde já pude perceber que era um romance. Fiquei com vontade.Com certeza irei procurá-lo.

    ResponderExcluir
  8. Eu não li o livro ainda, por sinal eu tenho ele!! Assisti ao filme e não gostei muito. Emma Morley sempre certinha, e com certeza ela merecia alguém melhor do que o Dexter Mayhew!! Achei o final triste e inesperado, quando tudo parecia que iria se acertar!!

    ResponderExcluir